Uso de Contraceptivos Hormonais por Adolescentes

nutrient-additives-medicine-pills-bless-you-47073

por Michelle Thomas

Hoje em dia o tema de contraceptivos se encontra frequentemente nas notícias. Os contraceptivos hormonais são bons ou não para a saúde? Os planos de saúde devem cobrir o custo dos contraceptivos hormonais ou não? Qual é a integridade de algumas organizações que oferecem serviços para a saúde de mulheres? Todas estas preguntas são importantes para considerar na discussão sobre contraceptivos, mas talvez uma questão que se subestima é se os adolescentes devem usar contraceptivos hormonais ou não. Este artigo discutirá dois pontos importantes dos que argumentam contra os contraceptivos para explicar porque é que os adolescentes podem usar contraceptivos hormonais.

Muitas pessoas que argumentam contra o uso de contraceptivos hormonais apontam aos efeitos colaterais. Dizem que há demasiados efeitos negativos, alguns muito sérios, e que por isso os efeitos colaterais superam os benefícios. O site de Body Ecology menciona estes efeitos menores: seios inchados, ganho ou perda de peso, náusea, mudança de humor, acne reduzida ou aumentada, sensibilidade emocional antes da menstruação, leve sangramento, e sensibilidade do peito. Também diz que algumas mulheres simplesmente não sabem os efeitos colaterais. Pelo contrário, não é provável que o paciente não saiba dos riscos porque os doutores tem que seguir todo um protocolo antes de prescrever um medicamento (que inclui informar os pacientes sobre os riscos) (Edersheim e Stern).

Os que argumentam contra adolescentes usando contraceptivos hormonais também apontam aos efeitos colaterais maiores. O site de Body Ecology também fala de que a doença de coração (que dizem que é a maior causa de morte de mulheres) pode ter algo a ver com os contraceptivos. Esta reivindicação não faz sentido quando alguém considera as causas e sintomas para monitorar em relação com a doença de coração. O site de Centers for Disease Control and Prevention diz que para reduzir seu risco de doença de coração, deve fazer o seguinte: saber sua pressão do sangue (e mantê-la baixa), fazer um teste para diabetes, parar de fumar, revisar seu colesterol e triglicerídeos, comer saudável, limitar álcool e reduzir seu estresse (Centers for Disease Control and Prevention). O site não menciona que tomar contraceptivos põe sua saúde em risco. O que sim menciona é que a alta pressão do sangue deve ser monitorada porque pode contribuir à doença de coração. De acordo com o Center for Young Women’s Health, a alta pressão é uma das condições com as quais não se devem usar os contraceptivos hormonais (Center for Young Women’s Health). Por essa razão, não é provável que o uso de contraceptivos hormonais está ligado à doença de coração, porque não é provável que um médico prescreva contraceptivos hormonais para uma mulher que tem alta pressão.

Sempre quando se considera tomar um medicamento, se deve fazer uma investigação completa. Qualquer medicamento terá efeitos colaterais e por isso é importante estar consciente deles e falar com um médico sobre se o medicamento é o apropriado. Na realidade, é algo que os pais da adolescente e ela têm que falar entre eles mesmos e com o médico. Toda mulher deve se assegurar de que ela não tem alguma condição que poria sua saúde em risco ao tomar contraceptivos hormonais. Se não tiver uma, os riscos dos contraceptivos são menores e os médicos se asseguram de que a saúde é boa para usá-los.

 

Obras Citadas

body ecology. pregnancy. n.d. 24 November 2017.

Center for Young Women’s Health. Health Guides. 1 June 2016. 25 November 2017.

Centers for Disease Control and Prevention. Fact Sheets. 23 August 2017. 25 November 2017.

Edersheim G, Judith and Theodore Stern A. “Liability Associated with Prescribing Medications.” The Primary Care Companion to the Journal of Clinical Psychiatry (2009): 115-119. print.