A rua bonita chamada Mission

A rua bonita chamada Mission 


Mission Street 1980

Se você vai a uma rua chamada Mission agora, você vai ver muitos prédios frios, vendedores de café e lugares onde fazer yoga. Ônibus cheios de pessoas que trabalham para companhias de tecnologia como Google e Twitter. Também agora podem ver pessoas dando muito dinheiro para passeios a ver os diferentes prédios que tem na rua Mission. Mas não é a rua que eu me lembro. Como esta rua mudou. Não posso deixar de pensar como a rua mudou. Se eu pudesse falar sobre uma metáfora como é tão diferente a Mission, falaria que a rua Mission era uma mulher muito bonita. Agora com o dinheiro e a tecnologia, a Mission parece um robô. Agora ninguém que nasceu lá conhece a Mission. Eu tenho muitas lembranças bonitas que ficam em minha mente. Para começar, meu pai conheceu a minha mãe em um clube dançando salsa na Mission. Se não tivesse conhecido meus pais na Mission, não estaria aqui agora contando este conto para vocês. A noite que minha mãe foi a dançar com uma amiga, ela não queria ir. Mas a amiga de minha mãe persuadiu que minha mãe fosse com ela a dançar e foi na rua Mission, dançando, que conheceu meu pai.

Eu tenho muitas lembranças bonitas que acontecerem na rua Mission. A rua Mission costumava ser um lugar onde havia uma moda diferente nessa época. Um modo diferente de vestir com os penteados, e também a moda. Um modo chamado Lowrider.

A cultura de Lowrider era não somente os carros, mas também uma forma de viver. Os homens e mulheres mexicanos tiveram carros lowriders chamados assim porque as rodas ficavam perto no chão. Um dia, quando era menina, meu irmão chegou em casa com um carro novo, mas velho. Vermelho e ouro por fora, e tudo dentro do carro era veludo. O volante era feito de uma cadeia de aço brilhante que iluminava o carro inteiro quando ele começava a dirigir. Lembro de caminhar pela rua da Mission e os homens tiveram as calças com um macaco a lado das calças chamados Ben Davis. Era a moda desse tempo, as calças muito duros e dobradas pelas passadas de ferro. O cabelo dos homens também eram penteados direto e para atrás usando uma graxa chamada flores das arvores.

As mulheres tiveram o cabelo longo emplumado aos lados do rosto. A maquiagem era umas linhas pretas nos olhos. As mulheres usavam também batom vermelho na boca. Usavam uns sapatos pretos e deslizantes para fazer kung-fu comprados em lojas chinesas. Eu me lembro de caminhar pela rua da Mission vendo todo essa moda, e tenho lembranças que eu sempre queria uns calças de Ben Davis. Minha mãe falava que ela compraria pra mim, mas ela nunca comprou. Agora entendo que foi que ela não tivesse dinheiro para comprar essas calças que eu sempre queria. Eu tenho muitas saudades desse tempo e um pouco de tristeza agora quando caminho pelos quarteirões da Mission. Porque agora a rua da Mission não é nada como esse tempo. Somente prédios frios cheios de tecnologia e quase todas as padarias estão fechadas. Uma amiga falou pra mim uns semanas atrás que ela chorou a última vês que caminhou pela Mission. Eu entendo muito bem a dor dela porque a Mission era uma beleza que deixou de ser.

  • Noemi X. Rodriguez
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s