Meu confronto com o bacalhau

Eu lembro dos verões quando era criança e me acordei com o cheiro de bacalhau que minha tia estava preparando para o almoço. Era um cheiro tão nojento que só ouvir a palavra “bacalhau” me faz encolher ainda hoje. Mas muitos anos depois, me encontrei na capital do bacalhau, Lisboa. Todos me disseram para provar o famoso bacalhau da cidade, mas eu não podia porque imediatamente pensei no cheiro da casa de minha tia na manhã quando ela o preparava.

Na nossa última noite em Lisboa, saímos para jantar com nosso albergue. Fomos a um restaurante que servia comida típica de Portugal. Todos os pratos que eles me trouxeram eu comi sem perguntar o que estava no prato. Antes da sobremesa, o garçom me perguntou se gostei do bacalhau. Não sabia que dizer, não sabia que eu tinha comido bacalhau! Depois de muitos anos sem comer bacalhau, não era tão ruim só precisava comê-lo sem saber.

Por Giulia Seghezzo

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s