Quero Ficar uma Criança

Era um dia muito importante para Amélia. Todas as meninas esperam com ânsias o dia em que pode celebrar sua festa de debutante. Quando uma menina completa os dezessete anos, ela pode fazer uma festa como ela quiser. Mas a tradição indica que a celebração tem que ser de dois dias. No primeiro dia, ela deve ter uma sessão com as mulheres mais velhas da sua família por um total de cinco horas. Depois, no segundo dia, é a festa só com jovens.

 Amélia morava no Rio de Janeiro e vinha de uma família muito rica. Seus pais sempre foram estritos com ela.  Amélia era uma menina muito inteligente e avançada para sua idade.  Ela achava que não precisava do primeiro dia da “festa”. Seus pais sempre discutiam. Um dia tristemente, Amélia escutou seus pais discutindo sobre um divórcio. Foi horrível. Amélia não podia acreditar.  Seus pais falavam que não existia mais amor.  “Mas como pode ser isso possível?”, se peguntou Amélia.  Ela não conseguia entender porque ela e sua irmã não eram suficientes razões para que seus pais não se divorciarem.

Toda essa situação afetou muito a Amélia, ela não achava que era tão forte e madura.  Amélia descobriu que ao final ela não estava pronta para ser um adulto. Ela achou que não queria ter responsabilidades e saber sobre problemas tão  difíceis ainda.

Advertisements

2 thoughts on “Quero Ficar uma Criança

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s